Detido suspeito por homicídio após roubo no Monte da Caparica em Junho de 2018

Homem de 18 anos detido pela GNR pelo crime de homicídio contra o proprietário de uma pastelaria na Cova da Piedade, em Junho de 2018.

0
191
Viatura apreendida ao suspeito
Tempo de Leitura: 1 minuto

Militares da GNR do Posto Territorial da Trafaria detiveram esta sexta-feira um homem de 18 anos no Monte da Caparica, sob o qual pendia um mandado de detenção por homicídio e roubo.

O indivíduo detido, é suspeito de ter consumado um homicídio, ocorrido na sequência de um roubo com arma de fogo praticado em Junho de 2018, na Cova da Piedade, Almada, foi detetado enquanto circulava num automóvel, juntamente com mais duas pessoas, na zona do Monte da Caparica.

Foi desencadeada de imediato uma ação policial no sentido de os abordar e, ao ter sido detetado pelos militares da GNR, o mesmo encetou uma fuga, acabando por abandonar a viatura que conduzia, sendo intercetado e detido pelos militares.

Foi posteriormente entregue à Polícia Judiciária para realização de diligências de inquérito e a viatura foi apreendida. Salienta-se que o suspeito não possui habilitação legal para conduzir.

Os outros dois ocupantes da viatura, de 19 e 22 anos, foram identificados, tendo um deles sido detido por existir um mandado de detenção pendente para o mesmo.

Esta ação contou com o apoio do Destacamento Territorial de Almada e do Destacamento de Intervenção de Setúbal.

O detido é suspeito do homicídio de um homem de 70 anos durante um assalto a uma pastelaria na Cova da Piedade, cerca das 19h00, quando com um grupo de indivíduos entrou no estabelecimento comercial com uma arma de fogo, exigindo o dinheiro da caixa registadora.

Como o proprietário resistiu, foi baleado e foi ainda transportado para o hospital Garcia de Orta, em Almada, mas não resistiu aos ferimentos.

Em Novembro passado a Polícia Judiciária de Setúbal já havia detido outros dois homens, de 19 e 23 anos, indiciados pelo mesmo crime, de homicídio qualificado, associação criminosa, roubo agravado, furto e dano, que terão praticado entre Abril e Junho de 2018, integrando um grupo organizado que utilizava viaturas furtadas ou roubadas pelo método de `carjacking´, uma das quais terá sido posteriormente incendiada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome