Parceiros
CrimeLisboa
Em Destaque

Detido por violência doméstica fica sujeito ao uso de pulseira eletrónica

O suspeito ficou proibido de manter contacto com a vítima, sua companheira

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, deteve, no passado dia 9 de julho, pelas 12h07, um homem, com 37 anos, por ser suspeito da prática do crime de violência doméstica, a sua companheira

De acordo com o comunicado enviado pelas autoridades, o casal manteve uma relação conjugal durante 17 anos, da qual resultaram três filhos com idades compreendidas entre os 6 e os 13 anos, e encontrava-se em processo de separação desde novembro de 2021, momento esse em que as discussões entre o casal começaram a surgir, bem como ameaças contra a vida da vítima por parte do suspeito, algumas através de arma branca.


No dia 18 de julho, a Polícia foi chamada para uma ocorrência de incêndio numa viatura na freguesia da Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto, apurando-se junto da vítima que o suspeito após contacto e ameaça de morte à mesma, deslocou-se para junto da sua viatura e com um jerrican de gasolina regou a mesma, incendiando-a de seguida. Após incendiar a viatura o suspeito informou que se deslocaria para a residência da vítima e que iria incendiar a residência com os seus filhos no interior.

De imediato, polícias da Esquadra de Odivelas deslocaram-se à residência com o intuito de impedir a concretização das referidas ameaças, tendo-se apurado que o suspeito se encontrava no seu interior deitado no chão, verificando-se que teria tentado o suicídio através da ingestão de vários comprimidos. Foram acionados os meios de socorro e transportado para o Hospital Beatriz Ângelo a fim de ser avaliado o seu estado de saúde e mental, tendo ficado internado.

O Suspeito foi detido e presente ao Tribunal Judicial de Loures tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de pulseira eletrónica e sujeito a proibições de contacto com a vítima.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.