AtualidadeCrimeLisboa

Detido por furto oito dias depois de ser libertado da prisão

O Ministério Público apresentou a primeiro interrogatório judicial um arguido fortemente indiciado pela prática de três crimes de furto qualificado.

Os factos ocorreram entre as 19h00 do dia 18 de dezembro e as 8h35 do dia 19 de dezembro de 2021.


O arguido arrombou as janelas e introduziu-se no interior de três apartamentos de um prédio situado em Lisboa, de onde retirou vários bens num valor total que ascende a mais de 13 mil euros.

O arguido acabou por ser intercetado nas imediações do local pela PSP, na posse dos bens furtados, os quais foram recuperados e entregues aos respetivos proprietários.

O detido já tinha sido condenado e cumprido pena efetiva de prisão pela prática de crimes da mesma natureza e encontrava-se em liberdade desde 10 de dezembro de 2021.

Realizado o interrogatório, o juiz de Instrução Criminal decidiu-se pela aplicação da medida de coação de prisão preventiva.

A investigação prossegue sob direção do DIAP de Lisboa.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.