AtualidadeUncategorized

Detetado, pela primeira vez, luz do outro lado de um buraco negro

A teoria da relatividade de Albert Einstein já previa a descoberta de luz no outro lado de um buraco negro, mas nunca tinha sido registada.

- publicidade -

Foi captado pela primeira vez luz do outro lado de um buraco negro.

De acordo o Correio da Manhã, o novo estudo utilizou um efeito de luz ao redor do buraco negro, a 800 milhões de anos-luz de distância, equivalente a cerca de 7568584621695648 quilómetros. O facto de ser uma região do espaço que absorve tudo a seu redor, incluíndo a luz, torna ainda mais estranho esta descoberta.

De acordo com Dan Wilkins, astrofísico da Universidade de Standford, “qualquer luz que entra naquele buraco negro não sai, logo não devemos ser capazes de ver nada que esteja por trás do buraco negro”. No entanto, o mesmo explica: “Aquele buraco negro está a distorcer o espaço, a dobrar a luz e a girar os campos magnéticos em torno de si mesmo”.

A teoria da relatividade de Albert Einstein já previa a descoberta de luz no outro lado de um buraco negro, mas nunca tinha sido registada.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo