Atualidade

Desfile de 25 de Abril ‘aberto’ a todos mas restrito a 12 pessoas por entidade

- publicidade -

Depois da polémica gerada sobre quem poderia participar no tradicional desfile comemorativo do 25 de Abril de 1974 na Avenida da Liberdade, em Lisboa, a comissão promotora decidiu hoje abrir o evento à participação de todas as entidades interessadas, embora estabelecendo regras por causa da pandemia.

Em comunicado, a comissão pede «a todos os interessados na participação no desfile que não estejam integrados nas organizações que constituem a comissão promotora que cumpram as regras sanitárias impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS)».

A anterior decisão limitava a participação às entidades que integram a comissão promotora, excluindo partidos como o Volt Portugal, e a Iniciativa Liberal, que anunciou a realização de um desfile próprio para comemorar o 25 de Abril, também na Avenida da Liberdade, em Lisboa, recusando “ceder a manobras” e garantindo o cumprimento das regras sanitárias devido à pandemia.

O Livre chegou mesmo a oferecer quatro lugares da sua comitiva aos dois partidos excluídos.

De acordo com as regras estabelecidas pela comissão organizadora, qualquer entidade interessada em participar deve comunicar a sua intenção «bem como a identificação e o contacto do respetivo responsável até às 15h00 horas do dia 24 de Abril para o endereço ‘[email protected]’».

No entanto o número máximo de cada participação será de doze pessoas (duas filas de seis, separadas de 2 metros) e tem de ser feito um registo devidamente autorizado de todas as pessoas participantes no evento, incluindo nome e contacto, bem como a localização exata do bloco constante na organização do desfile, em que irão integradas, para efeitos de contacto no contexto de vigilância epidemiológica da covid-19, que pode vir a ser disponibilizado posteriormente às autoridades sanitárias, se requisitado.

Todas as entidades que queiram participar na celebração devem garantir que os seus participantes «dispõem de máscaras adequadas e em número suficiente e as utilizam corretamente e em permanência, durante a realização de todo o evento e que levam desinfetante próprio».

Além disto, os participantes devem subscrever o apelo à participação difundido pela organização esta semana, no qual a comissão alerta que apenas quem for convidado pode integrar o desfile, e que «não se faz apelo à alargada participação popular», convidando todos a cantar a ‘Grândola Vila Morena’ à janela, como no ano passado.

No mesmo comunicado, os organizadores repudiam «as especulações e as acusações feitas com eco público, em especial a de que queremos ser donos do 25 de Abril».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui