Parceiros
MundoPolítica

Deputado italiano de extrema direita humilhado e insultado na Polónia

- publicidade -

A situação da invasão da Ucrânia pela Rússia tem vindo a ser palco de várias histórias, que passam além do horror das mortes e destruição, mas mostram as formas como o mundo está a apoiar os ucranianos.

Esta terça-feira, o membro do Parlamento italiano Matteo Salvini, do Partido Liga Norte, de extrema direita, visitou uma cidade polaca perto a fronteira com a Ucrânia, e pretendia ser recebido pelo presidente da Câmara de Przemysl, Wojciech Bakun.

Nada de mais, numa altura em que se faz sentir o aumento da solidariedade do mundo para com a Ucrânia, não fosse o facto de Salvini ser conhecido por criticar as sanções europeias contra a Rússia e, em 2015, chegou mesmo a envergar uma t-shirt com o rosto de Putin durante discurso do presidente da Itália, Sergio Mattarella, no Parlamento Europeu e afirmou mesmo que «trocaria dois Mattarellas por meio Putin».

Ora foi precisamente uma t-shirt igual que Wojciech Bakun lhe mostrou, no exterior da Câmara Municipal, frente aos jornalistas, afirmando que «não te vou receber. Vem comigo até a fronteira para condená-lo» referindo-se a Vladimir Putin.

Salvini afastou-se alguns metros do local, mas foi seguido por insultos por parte dos presentes, alguns deles fotojornalistas.

Apesar dos insultos, o líder da extrema direita italiana que se tem posicionado contra a invasão à Ucrânia, não deixou de garantir que «não me interessam as polémicas da esquerda italiana ou polaca, estamos aqui para ajudar quem escapa da guerra».  


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário