Setúbal

Decorações de Natal em Setúbal são alvo de críticas. Câmara fala em “investimento”

publicidade

As fotografias das tradicionais decorações de Natal da Câmara Municipal de Setúbal (CMS) nos Paços do Concelho foram alvo de críticas nas Redes Sociais e fonte do gabinete da presidência fala primeira vez sobre a polémica que classifica como “investimento”

“Encaramos esta iniciativa como um investimento, uma vez que, desde que são feitas estas decorações natalícias nos Paços do Concelho, o que acontece há vários anos, esta ação atraiu ao edifício mais de dez mil pessoas em cada ano”, garante uma fonte do gabinete da presidência ao Notícias ao Minuto.

Muitas destas pessoas deslocaram-se propositadamente ao edifício ou vieram de outras regiões do país”, aponta ainda a mesma fonte, frisando que “naturalmente”, estas “consumiram no nosso comércio, na nossa restauração e na nossa hotelaria, setores que, no seu conjunto, empregam muitas centenas de pessoas”.

As decorações são uma “forma de atrair visitantes, tal como acontece com iniciativas similares em muitas outras regiões do país”. E sempre no pleno respeito pelas regras sanitárias em vigor, é mais importante no atual contexto, em que é necessário atrair visitantes que contribuam para atenuar o período de acentuada crise vivida em especial nestes setores em resultado da pandemia”.

Relativamente aos custos, a decoração de Natal foi “desenvolvida por um prestador de serviços que tem um contrato com a Câmara Municipal”, pelo que, “não é possível fazer a contabilização exata”. Mas, “o valor do material utilizado no edifício dos Paços do Concelho e os trabalhos necessários para o instalar rondarão os três mil euros”.

Artigos Relacionados

One Comment

  1. O povo só está bem a criticar! Tenham dó. Eu faço parte de uma das classes mais atingidas economicamente pela pandemia e não critico. Elogio!
    Neste momento, a magia do Natal ajuda a aquecer o coração dos portugueses. Era o que faltava estar a “passar mal” e ainda ficar sem Natal.
    Quem fala, aposto que o faz de barriga cheia… Ou então não gosta do Natal e, se assim for, espero que nunca o comemore e nunca tenha deixado de trabalhar só por ser Natal.
    Cambada de frustrados e velhos do Restelo. Se querem passar o tempo todo a pensar na desgraça, pensem, mas não critiquem quem quer pôr um pouco de alegria nos nossos corações. Já vamos passar o Natal sem a família. Querem o quê? Que nem decorações hajam? Querem acabar com o Natal? Até isso querem que o vírus nos tire?
    Haja paciência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui