Parceiros
Economia

Decisão ‘precipitada’ na Petrogal pode levar ao racionamento de combustíveis alerta CCT

- publicidade -

A Comissão Central de Trabalhadores (CCT) da Petrogal, refinaria detida pela Galp, advertiu em comunicado que o corte na compra de produtos petrolíferos à Rússia, uma decisão da administração que considera ‘precipitada’, poderá levar a racionamento de combustíveis.

«Se o encerramento da Refinaria do Porto foi o primeiro episódio, o segundo foi a precipitação da tomada de posição sobre o corte na compra de produtos petrolíferos à Rússia» refere a nota enviada à comunicação social.

Esta é a reação da CCT ao anúncio do presidente executivo (CEO) da Galp que a produção de ‘diesel’ na refinaria de Sines pode ser afetada em maio, «se não forem encontradas alternativas que garantam o fornecimento de gasóleo de vácuo, que a empresa comprava à Rússia, mas deixou de o fazer após a invasão da Ucrânia».

Para a Comissão de Trabalhadores «agora, não há forma de garantir o abastecimento, o que poderá levar a racionamento de combustíveis, caso a guerra se prolongue», e relembrou que «não há alternativa ao gasóleo de vácuo russo, que é refinado para produzir ‘diesel’, o que levará à quebra da produção na refinaria de Sines e à redução da capacidade produtiva daquela instalação industrial, logo do país».

A CCT tem vindo a criticar o encerramento da refinaria de Leça da Palmeira, em Matosinhos, a qual produzia um milhão de toneladas de gasóleo de vácuo por ano para alimentar a refinaria de Sines.

«Há uma sequência de decisões tremendas que prejudicaram e continuam a ser lesivas em face do seu potencial destrutivo para a empresa e para o país, todas com a chancela do Governo e torna ainda mais urgente o controlo público.»


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário