AlmadaDistrito SetúbalEstilo de VidaFamososLisboaNegócios
Em Destaque

David Xavier e André Neto Oliveira no Top 12 dos cabeleireiros mais influentes de Portugal

Artista de Almada recebeu a notificação esta terça-feira através de uma plataforma digital da área.

publicidade

Apesar de 2020 estar a ser um ano atípico para a maioria das pessoas, parece que David Xavier e André Neto Oliveira têm motivos para sorrir.

A plataforma digital ‘O Pente’, conhecida entre os profissionais de cabelo como um suporte de apoio à formação e ao negócio do setor da beleza, divulgou esta terça-feira, 29 de setembro, a lista dos cabeleireiros mais influentes de Portugal.

Na lista consta uma das figuras mais carismáticas de Almada, o cabeleireiro David Xavier.

De acordo com os responsáveis pelo estudo, este top baseia-se num questionário feito passar durante os meses de maio, junho e julho deste ano a todos os profissionais de cabelo em território nacional.

Ao Diário do Distrito, a assessoria do hairstylist mais conhecido da margem sul afirmou que “se trata de um reconhecimento”, estando o hairstylist de 34 anos “muito agradecido” por esta nomeação. Acrescentou ainda que “o foco do David Xavier não são os prémios, o reconhecimento público, a competição entre pares, mas sim o bom trabalho no dia a dia quer em salão quer em produções artísticas, de espetáculo ou editoriais”.

Do top dos 12 cabeleireiros mais influentes e com mais sucesso, destaque também para o facto de André Neto Oliveira surgir neste role de profissionais. O hairdesigner do Algarve presta também serviços no Atelier Chiado Hair Salon, que é propriedade de David Xavier.

Recorda-se que André Neto Oliveira tem o seu próprio espaço em Loulé, o Johnstudio.

Ênfase também para o facto de Susana Bravo do MetroStudio Lisboa e de Joana Pires de Viana do Castelo estarem também representadas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui