Rubrica

Cuidar do Cuidador

Para mim dezembro é o mês da celebração da família, de todas as famílias, constituídas por via biológica, por via da adoção, de várias cores e onde cabem todas as formas de amor.

Quando penso em família, o pensamento foge-me sempre para aqueles que têm na sua casa o seu mundo, por força de se terem tornado cuidadores informais. Fico presa nas suas rotinas, na abnegação dos seus dias, no amor altruísta, na exaustão, na privação de liberdade…

Esta crónica é o meu elogio público a todos os cuidadores informais deste país. Elogio a coragem, a sua força e resiliência.

Pretendo também alertar para a falta de apoios que ainda persiste e que torna a vida dos cuidadores e de quem está a seu cuidado, ainda mais complexa, repleta de desafios e limitações. Apesar da aprovação do estatuto de cuidador informal, tal constituirá ainda uma gota num imenso mar de portas fechadas, incompreensões e falácias.

Os cuidadores informais dedicam a sua vida a cuidar de quem amam e deles depende na totalidade, merecem uma remuneração digna e o acesso às terapêuticas, do corpo e da alma, que permita aos seus dependentes e a si próprio uma vida com qualidade.

Esta crónica pretende também alertar para a necessidade de cuidar de quem cuida. Para a urgência da criação de redes de apoio, formais e informais, a quem cuida e que presta um serviço não só ao seu familiar, mas também ao Estado, dado que se substitui a este, na ausência de respostas do Sistema Nacional de Saúde.

Cuidar de quem cuida, significa uma palavra de apreço, um olhar nos olhos, um render da guarda, quando a exaustão aperta. Significa acesso a cuidados de saúde, nomeadamente na área da saúde mental, pilar de um cuidador, em risco elevado de burnout.

O meu forte abraço a todos os cuidadores informais, que diariamente praticam o amor superação e são um exemplo para todos nós.

Um enorme bem-haja!



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.