País

Crise no setor bancário: Em seis anos mil agências encerradas e 5 mil pessoas dispensadas

publicidade

A banca em Portugal, de 2014 a 2019, encerrou quase mi agências e perdeu 5.500 trabalhadores.

As contas são da Lusa e só do Novo Banco saíram 2.184 funcionários, seguindo-se a  Caixa Geral de Depósitos (CGD) que perdeu 2.152 colaboradores e o BPI disse adeus a 1.122 pessoas.

A lista continua, o BCP perdeu 591 funcionário e o Montepio teve uma redução de 308, preparando para dispensar mais 900 este ano e encerrar 40 balcões.

O Crédito Agrícola (SICAM) seguiu a mesma linha e dispensou 50 trabalhadores e com saldo positivo temos o  Santander Totta que aumentou os colaboradores em 864, por ter ficado com a atividade bancária do Banif, em 2015, e do Banco Popular Portugal, em 2017.

As agências bancárias também reduziram neste período de seis anos, a CGD Portugal fechou 216, o BCP 190, o BPI 172, o Montepio 104 e o Crédito Agrícola 30.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui