AtualidadeCovid-19

Covid19 | SIM alerta para ‘falta de estratégia’ no combate a nova onda pandémica

- publicidade -

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta para uma falta de estratégia do Ministério da Saúde / Direção-Geral da Saúde, no combate à pandemia de covid19, no limiar de uma sexta onda pandémica.

Em nota divulgada esta quinta-feira, frisam que «decorridos mais de dois anos da emergência do SARS-CoV-2, Portugal encontra-se no limiar da sexta onda pandémica. Se é certo que a evolução do vírus é imprevisível, também é verdade constatar-se que o alívio das medidas foi precoce, ou não tivesse sido baseado na “evidência” político-governativa…»

O SIM reforça que se «desconhece a estratégia de combate à pandemia, à parte da profusão de diplomas legais e de resoluções de Conselho de Ministros que deixam ao “democrático” arbítrio do cidadão a tomada de medidas de proteção individual.

Impõe-se, perante o pandemónio instalado nos serviços de saúde e, muito em particular, nas martirizadas urgências hospitalares, uma resposta organizada e baseada, desta vez, na evidência científico-epidemiológica.»

E relembra que «sendo os profissionais de saúde a linha da frente no combate à pandemia, o SIM exige que o Governo acautele a sua vacinação – a par dos grupos da população mais vulneráveis, como é o caso dos idosos ou dos doentes crónicos. Trata-se, aliás, de uma obrigação legal do Ministério da Saúde e das restantes entidades empregadoras da Saúde, privadas e do setor social.

E, também, a retoma da disponibilização graciosa da testagem em ambiente comunitário, através da disponibilização de um número razoável de testes rápidos de antigénio, a realizar graciosamente por qualquer cidadão em farmácias ou em laboratórios de análises clínicas.»


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *