Atualidade

Covid19: PSP confirma 107 profissionais infetados e 233 em confinamento obrigatório

publicidade

A PSP anunciou esta quinta-feira que regista 107 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus entre os seus profissionais e que que outros 233 estão em confinamento obrigatório/vigilância ativa.

«Na presente data registamos a confirmação de contágio de 107 profissionais, encontrando-se outras 233 pessoas em confinamento obrigatório/vigilância ativa», refere a PSP em comunicado, observando, por outro lado, que já regressaram ao serviço 275 pessoas após indicação das autoridades de saúde.

Entre os infetados nas fileiras da PSP está o diretor nacional, Magina da Silva.

A PSP reitera que face à atual situação pandémica mantém a distribuição permanente de Equipamento de Proteção Individual (EPI) aos seus profissionais e a prática diária de desinfeção dos locais de trabalho e equipamentos de utilização comum, como viaturas de serviço.

A PSP salienta que continua a contar com o permanente apoio do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) na realização de testes à infeção com o novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, ao pessoal com funções na PSP.

O comunicado da PSP adianta que na esquadra de Estremoz, Comando Distrital de Évora, foi detetado na quarta-feira um caso positivo entre o pessoal de apoio.

«Analisada a matriz de risco, todo o efetivo da esquadra realizou o teste, encontrando-se a aguardar o respetivo resultado, e as instalações da esquadra foram sujeitas a desinfeção profunda, que decorreu durante esta manhã».

Segundo a PSP, desde o encerramento da Esquadra para desinfeção que se encontra na cidade de Estremoz um posto móvel de atendimento e o policiamento de cidade continua assegurado, por intermédio dos polícias das restantes subunidades, nos termos previstos no plano de contingência da PSP.

A PSP garante que, de momento, não regista «constrangimentos operacionais em nenhuma outra subunidade, decorrendo normalmente toda a atividade da PSP» e apela também a toda a população para que observe as instruções das autoridades de saúde, para minimizar o risco de proliferação das redes de contágio.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui