Alcácer do Sal

Covid19: Presidente do município de Alcácer do Sal acusa DGS de ‘contagem deturpada’

publicidade

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, opõe-se à integração do concelho na listagem dos 121 concelhos que a partir desta quarta-feira vão entrar em confinamento parcial.

Segundo Vítor Proença esta inclusão de Alcácer do Sal na listagem é «incorreta e inaceitável» e acusa o Ministério da Saúde e o Governo de terem «deturpado a contagem do número de casos positivos contabilizados nos 14 dias anteriores a 31.10.2020.

Contabilizaram 32 quando, na verdade, o número real de notificações positivas correspondeu a 27, dados que a plataforma do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE) foi obrigada a corrigir, desde o dia 02.11.2020.»

Segundo ainda o autarca «os 27 casos positivos registados na quinzena anterior, para uma população estimada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) em 2019, dá um resultado de 0,23%.

Como se pode observar, este resultado fica abaixo dos 0,24% previstos para aplicação do critério emanado do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), dos 240 casos por 100 mil habitantes.»

E acrescenta que «desde 31.10.2020 que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal, através do seu presidente, Vítor Proença, vem alertando o Governo, por e-mail e telefone, para a eventualidade de estarmos perante um grosseiro erro estatístico.

Aos vários pedidos de esclarecimento, junto de membros do Governo (secretários de Estado Jorge Seguro Sanches e António Lacerda Sales), a Câmara de Alcácer viu confirmado, em 02.11.2020, o que já suspeitava, o empolamento dos casos positivos confirmados no concelho.

Em 02.11.2020, a Autoridade Local de Saúde e a Autoridade de Saúde Regional do Litoral Alentejano solicitaram à Direção-Geral da Saúde (DGS) a correção dos números. Foram imputados a Alcácer dois casos duplicados, um caso que não pertence ao concelho e mais dois casos “mistério”, que não se sabe quem são.

Até hoje, o Governo, e em particular o Ministério da Saúde, não fez chegar um pedido de desculpa à nossa população e mantém-nos na lista dos 121 concelhos onde se regista um risco elevado de contágio.»

Vítor Proença reafirma que «a Câmara Municipal de Alcácer do Sal não se conforma com a falta de rigor demonstrada, que resulta nesta deturpação de dados.

O município e todas as entidades locais têm demonstrado, ao longo deste já longo e exigente processo, uma elevada seriedade e responsabilidade que, seguramente, se irão manter. E é por aí que iremos continuar.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui