AtualidadeMontijoSeixalSetúbal

Covid19: MP abre inquéritos a denúncias sobre vacinação no Montijo, Setúbal e Seixal

- publicidade -

O Ministério Público abriu inquéritos em relação a casos que envolvem o INEM de Lisboa e do Porto, a Segurança Social de Setúbal e outras instituições na vacinação contra a covid-19 de casos não prioritários.

Numa resposta enviada à Lusa, a Procuradoria-Geral da República informa que até ao dia de hoje foram também instaurados inquéritos em relação «a factos também noticiados ocorridos em Portimão (Centro de Apoio de Idosos), Vila Nova de Famalicão, Arcos de Valdevez, Bragança, Seixal e Montijo» e que «este trabalho de pesquisa prossegue ainda relativamente a outras situações que também têm vindo a público», sem adiantar mais pormenores.

A polémica com as irregularidades na vacinação contra a covid-19 tem envolvido diversas instituições e, no fim de semana, levou à demissão do responsável pela delegação do Norte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que autorizou a vacinação de alguns funcionários de uma pastelaria no Porto.

«A utilização indevida das vacinas contra a covid-19 pode constituir conduta disciplinar e criminalmente punível, em face da factualidade concreta que venha a apurar-se em sede de inquérito», afirmou o Ministério da Saúde em comunicado.

A equipa responsável pelo plano de vacinação recebeu também indicações para preparar uma lista de outras pessoas prioritárias a quem poderão administrar a vacina.

O Diário do Distrito já contactou a ARSLVT no intuito de obter informações sobre os processos de vacinação que estão a causar polémica, mas até ao momento não obteve resposta.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui