AtualidadeDestaque

Covid19: Governo vai aplicar novas medidas a partir de 15 de Setembro

A partir de 15 de Setembro vão ser introduzidas novas medidas no país relativas à pandemia de covid19

publicidade

A partir de 15 de Setembro vão ser introduzidas novas medidas no país relativas à pandemia de covid19, entrando o país em ‘estado de contingência’ a partir dessa data.

O anúncio foi feito após mais um conselho de Ministros realizado esta manhã, e apresentado pela Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa.

“O aumento dos números de casos nos últimos dias em toda a Europa não podia deixar o Governo indiferente, porque se avizinha um ressurgimento do covid19 para o qual é preciso preparar-nos.

O regresso às aulas e ao trabalho após as férias, leva-nos a ter de enfrentar uma mudança de realidade, assim como a chegada do tempo mais frio, para enfrentar a pandemia.”

Embora sem adiantar ainda as novas regras “que vão ser apresentadas”, garantiu, a ministra afirmou ainda que “estas irão ser trabalhadas ao longo dos próximos dias e vão ser apresentadas depois da reunião com os peritos a 7 de setembro.”

Mariana Vieira da Silva referiu ainda que “as regras actuais vão manter-se durante esta quinzena” e ainda que vão  ser retomadas as “reuniões com com o Infarmed a 7 de Setembro, conjunto de medidas para definir para enfrentar novo momento”.

Questionada sobre o facto do PCP não apresentar o relatório da DGS sobre a Festa do Avante, “A Festa do Avante! não tem regime excepcional e o Governo, fora do estado de emergência, não pode limitar este tipo de eventos, que terá de cumprir todas as regras.

O trabalho com a DGS está em curso e ainda não conhecemos as regras finais com que esse evento poderá realizar-se e vamos aguardar para que o trabalho de avaliação fique terminado.”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui