Parceiros
Covid-19Destaque

Covid19 | Aumento de casos a partir dos 60 anos pode adiar levantamento de restrições

- publicidade -

O relatório de monitorização da situação epidemiológica da DGS, divulgado esta sexta-feira, refere que Portugal registou entre 15 e 21 de Março, mais 75.276 casos de infecção de Covid19, bem como um total de 137 mortes associadas ao vírus, mais internamentos mas menos casos em unidades de cuidados intensivos.

Os casos positivos estão a aumentar nas faixas etárias a partir dos 60 anos, o que pode significar o adiamento do fim total das restrições em Portugal, já que terá reflexos na mortalidade específica por covid-19.

«Tendo em conta o aumento da incidência em grupos mais vulneráveis, é provável uma inversão da tendência decrescente da mortalidade por covid-19 nos próximos dias» refere o relatório.

Também a mortalidade por covid-19 regista-se nos 25,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, ou seja, acima do limiar definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC).

Neste momento, o INSA e a DGS apontam que, a 21 de março, a mortalidade específica por covid-19 era de 25,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes.

Estes valores estão longe do limiar apontado pelo ECDC, de 20 óbitos a 14 dias por um milhão de habitantes, que seria o critério para Portugal acabar com todas as restrições, como o uso de máscara em espaços interiores.

Esta semana o Conselho de Ministros prolongou a situação de alerta até 18 de abril, mantendo todas as regras em vigor.

O índice de transmissibilidade (Rt) está abaixo de 1 (0,97) em todo o território nacional e regista uma “tendência decrescente”. A incidência cumulativa a sete dias situa-se nos 731 casos. Uma “tendência estável”, revela o relatório, com exceção da Madeira que está a crescer no ritmo de contágio (1 951 casos nos últimos sete dias por 100 mil habitantes).


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário