AtualidadecoronavírusDistrito Setúbal

Covid19 | Alcácer do Sal e Grândola fora da incidência de risco no distrito

- publicidade -

Relatório da DGS atualizou, esta sexta-feira, a informação sobre a incidência cumulativa a 14 dias, neste caso entre 1/07/2021 a 14/07/2021.

Há nesta altura um total de 175 concelhos com mais de 120 novos casos da Covid-19 por 100 mil habitantes, o limite de incidência estabelecido pelo Governo como máximo a aplicar a nível nacional, quando há uma semana o número era de 130 os concelhos acima do limite.

O concelho onde a situação é mais grave é Albufeira (1.291), Loulé (1.176) e Lagoa, nos Açores, (1.003), nos quais a incidência ultrapassa os mil casos por 100 mil habitantes.

No distrito de Setúbal, apenas Alcácer do Sal, com 52 casos por 100 mil habitantes, e Grândola, com 103 casos, não integram a lista de risco, mas Sines apresenta a situação mais preocupante com 897 casos por 100 mil habitantes.

A incidência de casos por 100 mil habitantes nos concelhos de Almada (552); Barreiro (608); Moita (687) e Sesimbra (500) colocam-nos na classificação de ‘risco muito elevado’.

Já os concelhos de Alcochete (266); Montijo (396); Palmela (315); Santiago do Cacém (318); Seixal (444) e Setúbal (291) estão na classificação de ‘risco elevado’.

Ontem, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, explicou durante a conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, que todos os concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML) «estão sob ‘risco muito elevado’ de incidência de covid-19.

O nível de risco muito elevado é aplicado aos concelhos que registem, pela segunda avaliação consecutiva, uma taxa de incidência de covid-19 superior a 240 casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 480 se forem concelhos de baixa densidade populacional).


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo