AtualidadeCovid-19PaísSociedade

Covid-19: Imunização natural pode ser “preferível” se novas variantes causarem doença ligeira

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes admite que Portugal pode ter de mudar de atitude na contenção da Covid-19 devido à elevada transmissibilidade da variante Ómicron.

Em declarações à Agência Lusa, o especialista diz que “se realmente é muito menos grave do que a Delta em populações muito vacinadas, como é a nossa, talvez faça mais sentido deixar que as pessoas se imunizem naturalmente”.


Manuel Gomes diz que nunca foi adepto das “teorias de imunidade de grupo por infeção natural”, mas que essa pode ser uma possibilidade, já que Portugal tem “a população praticamente toda vacinada e uma variante [que] não parece ser muito preocupante em hospitalizações”.

O investigador realça que é preciso aguardar para analisar os casos de Reino Unido e Dinamarca, países onde a disseminação da Ómicron está mais avançada, para recolher mais informação. “Se realmente o perigo não for muito preocupante, é preferível ter esta imunização natural a andar a correr atrás da quinta, sexta ou sétima dose”.

No entanto, Manuel Gomes ressalta que “precisamos ter mais segurança de que a Ómicron não nos vai encher os hospitais como tivemos em janeiro”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.