AtualidadePaís

Covid-19: IKEA quer devolver apoios a nove países incluindo Portugal

publicidade

O grupo IKEA com a pandemia covid-19 previa quebras de vendas na ordem dos 70% a 80%, a reabertura das lojas parece reverter a queda e a empresa está em negociações com nove países, incluindo Portugal, para devolver os apoios que lhe foram concedidos para travar o impacto financeiro da pandemia.

As conversações com os países estão em fase inicial e ainda não se sabe como e quando serão devolvidas as verbas. À Lusa, fonte oficial da IKEA Portugal, informou que o grupo falou com o governo português na semana passada. “Vamos avaliar a forma como vamos proceder à devolução. No final do mês contamos reunir com o Ministério do Trabalho”, adiantou à agência noticiosa.

A notícia começou a ser avançada pelo Financial Times que dá conta da lista de países a quem a cadeia de lojas pretende devolver os apoios: Bélgica, Croácia, República Checa, Irlanda, Portugal, Roménia, Sérvia, Espanha e Estados Unidos.

“Atualmente sabemos mais do que em fevereiro e março, assim devemos começar por dizer muito obrigado pela vossa ajuda durante este período difícil e agora vamos analisar a melhor forma de devolver os apoios”, afirmou o responsável do grupo a que pertence a IKEA, Tolga Oncu, ao Financial Times.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui