coronavírusLisboa

Covid-19: “Densidade populacional e mobilidade são fatores de risco em Lisboa”

publicidade

O Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares e coordenador de resposta à doença em Lisboa e Vale do Tejo, Duarte Cordeiro, indica que um dos fatores do grande número de casos de covid-19 na região se deve “densidade populacional e mobilidade.”

“Esse é um elemento que eu acho que merece ser mais estudado, mas que pode ser um fator diferenciador que justifica a persistência de um conjunto de casos [de covid-19] em alguns territórios e alguns concelhos.”, afirmou Duarte Cordeiro em entrevista ao podcast “Política com Palavra”, do Partido Socialista.

Os municípios com mais casos de covid-19 são também os que “estão no topo da densidade urbana e populacional”, devido à mobilidade dessas pessoas entre territórios. Assim, o vírus é propagado e transmitido a grande velocidade, uma vez que as pessoas “têm maior contacto e estão menos isoladas”.

AS equipas de saúde pública foram reforçadas com “mais pessoas a fazer o rastreio de contactos para quebrar as cadeiras de transmissão”. Mas ainda não chega: “Não vamos esconder a necessidade de reforçar as equipas numa lógica, num horizonte temporal mais alargado. Precisamos de repensar o número de equipas e a quantidade de médicos e a Saúde tem feito um trabalho no sentido de procurar responder também a esse desafio”, reforçou Duarte Cordeiro.

Para o responsável o confinamento n\ao é uma medida a ser pensada,:”Eu acho que o confinamento traz um conjunto de fenómenos sociais e económicos gravíssimos que nós devemos evitar em todas e quaisquer possibilidades. Aquilo que interessa é monitorizar a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde, como um todo, na região de Lisboa e Vale do Tejo”, conclui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui