Política

Costa afirma não ver nenhuma ilegalidade na atuação do SIS

O primeiro-ministro disse esta tarde no Parlamento que não vê nenhuma ilegalidade na atuação do SIS no caso que envolve o Ministério das Infraestruturas e do ex-adjunto do ministro João Galamba, assegurou que não houve nenhuma instrução ou orientação para o acionamento do SIS por parte do Governo

Foi durante o debate com o Governo que decorreu esta tarde no Parlamento, que António Costa foi questionado pela ainda líder do BE, Catarina Martins, sobre o caso do SIS e do computador do ex-adjunto do ministro João Galamba.

O primeiro-ministro disse que não vê nenhuma ilegalidade na forma de atuação por parte do SIS e que se tratou do desaparecimento de documentos classificados.

“Nenhum membro do Governo, direta e indiretamente, deu qualquer instrução, ordem ou orientação ao SIS para proceder a essa ação”, depois de Catarina Martins ter insistido na questão da ordem dada ao SIS.

Marcelo conhecia a situação das infraestruturas, mas não da atuação do SIS

Costa ainda disse que falou com o ministro das infraestruturas depois da atuação do SIS, tal como falou na mesma noite com outros ministros e com o Presidente da República.

Mas adiantou depois de uma discussão com o presidente do Chega, André Ventura, que não falou com Marcelo Rebelo de Sousa sobre a atuação do SIS.

“Se eu disse de alguma forma que havia informado o senhor Presidente da República sobre a intervenção do SIS, aproveito a sua pergunta [respondendo à questão do líder parlamentar do PSD, Joaquim Miranda Sarmento] para corrigir imediatamente. Eu nunca informei o senhor Presidente da República sobre a intervenção do SIS, que fique claro”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *