Quantcast Choice. Consent Manager Tag v2.0 (for TCF 2.0)
Uncategorized

Corpo de Fuzileiros completa hoje 399 anos

- publicidade -

Este sábado o Corpo de Fuzileiros completa 399 anos ‘ao serviço de Portugal e dos portugueses, na paz e na guerra, no mar e em terra’.

Face às restrições impostas pela atual pandemia do COVID-19, este ano não haverá lugar às habituais celebrações alusivas à efeméride.

Contudo, o Comandante do Corpo de Fuzileiros deixa uma palavra de felicitação e de reconhecimento a todos os militares e civis que servem ou serviram no Corpo de Fuzileiros e que, com o seu trabalho, dedicação e empenho contribuem ou contribuíram para o prestígio desta Instituição.​​​

«Uma palavra, também, a toda a sociedade portuguesa pelo apoio e carinho que sempre demonstraram para com os Fuzileiros, desde as situações operacionais mais exigentes, até às cerimónias militares, igualmente emblemáticas, sempre que desfilam em​ marcha acelerada, marcando o quarto tempo e entoando o Grito dos Fuzileiros’: «Fuzos! Prontos! Do Mar! P’ra Terra! Desembarcar! Ao Assalto! Desembarcar! Ao Assalto!».

A cerca de um ano das comemorações dos 400 anos do Corpo de Fuzileiros, já foram iniciados os respetivos preparativos procurando-se, nessa altura, vir a destacar e enaltecer os gloriosos feitos deste ‘Corpo de Forças Especiais da Marinha’, desde o reinado de D. Filipe III até à atualidade.

O Corpo de Fuzileiros é o herdeiro do Terço da Armada da Coroa de Portugal tendo recebido, ao longo dos vários séculos, diferentes designações mas, na sua essência, mantendo-se fiel aos três pilares de atuação dos Fuzileiros: Projeção de Força, Proteção de Força e Operações Especiais.

Por alvará de D. José I, o Corpo de Fuzileiros é o mais antigo Corpo de tropas com carácter permanente ao serviço de Portugal.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui