AtualidadeBarreiro

Corpo de Fuzileiros comemora 400 anos

- publicidade -

O Corpo de Fuzileiros assinala este domingo, 18 de abril, o seu 400.º aniversário, com um conjunto de atividades na Escola de Fuzileiros que permitirão marcar aquela que é considerada a data da criação do Terço da Armada da Coroa de Portugal, de onde têm origem os atuais Fuzileiros.

​​​A cerimónia, que marca o arranque das comemorações, será presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante António Mendes Calado, na Escola de Fuzileiros, em Vale de Zebro, no Barreiro e apesar de a participação ser muito restrita, fruto da atual pandemia, será um dia importante para marcar os 4 séculos de existência dos Fuzileiros, a única força, em Portugal, de cariz anfíbio, que atua no mar, a partir do mar e em terra.

O dia terá início com uma homenagem aos mortos em defesa da Pátria, com deposição de uma coroa de flores junto ao monumento do Fuzileiro, e, em seguida, o içar da bandeira comemorativa dos 400 anos dos Fuzileiros.

A Guarda de honra ao içar da bandeira comemorativa, será constituída por militares que envergam os uniformes do Terço da Armada da Coroa de Portugal, da Brigada Real de Marinha, de campanha da Guerra do Ultramar e da atualidade.

O Bispo das Forças Armadas e de Segurança, D. Rui de Valério, celebrará uma missa na capela da Escola de Fuzileiros.

Estas atividades que iniciam as comemorações, terminam com a apresentação do livro iconográfico “Do Terço da Armada aos Fuzileiros. 400 Anos de Memórias” alusivo a diferentes períodos da longa história dos Fuzileiros, de autoria de Paulo Judá da Silva Santos e José Manuel Cabrita e de um relógio comemorativo da data.

As comemorações, que decorrerão durante um ano, preveem a realização de várias atividades (exposições, conferências, concertos, exercícios, provas desportivas, entre outras), condicionadas ao evoluir da atual situação pandémica.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui