CrimeInsólitoInternacional

Condenado a três anos de prisão por apalpar nádegas a mulheres

- publicidade -

Oliver Smith, de 27 anos, foi condenado por um tribunal no Reino Unido por crimes de agressão sexual contra doze mulheres perpetrados durante dois dias, a 12 e 13 de fevereiro.

O homem atacava mulheres que usavam leggings, e uma delas estava acompanhada pelos filhos menores, sendo que duas das vítimas eram menores de idade.

De bicicleta, dirigia-se às vítimas, com idades compreendidas entre os 15 e os 45 anos, que se encontravam a correr ou a fazer caminhadas num parque da cidade de Swansea, e apalpava-lhes as nádegas de forma violenta, colocando-se depois em fuga com um capuz a esconder a cara.

Após ter sido detido, foi presente a tribunal na sexta-feira e admitiu os crimes, alegando ter ‘nojo’ das mulheres que usam leggins em público, por esta peça de vestuário evidenciar as nádegas, e declarou ainda que «os homens não tinham de ver aquilo».

O advogado de Defesa de Oliver garantiu que este sofre de autismo, mas que recusa submeter-se a um exame que o possa diagnosticar oficialmente.

Oliver foi condenado a três anos de prisão e o seu nome irá passar a constar no registo nacional de criminosos sexuais.

Na leitura da sentença, o juiz Walters frisou o facto de que «os ataques causaram uma onda de terror na altura, às mulheres que frequentavam a zona» e ainda o sentimento de violação sentido pelas vítimas «que ainda hoje estão sob o efeito do medo causado e não conseguem sair sozinhas».

Numa audiência prévia, Oliver Smith admitiu ainda uma tentativa de assalto sexual contra uma jovem com menos de 13 anos, e uma das mulheres foi alvo dos seus ataques por duas vezes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo