AtualidadeAveiroCrime

Condenada a 13 anos de prisão por asfixiar filhas gémeas

Decisão do tribunal foi conhecida esta quinta-feira.

- publicidade -
Foi condenada a 13 anos de prisão, a mulher de 24 anos que asfixiou as duas filhas gémeas em janeiro de 2020.
De acordo com o Correio da Manhã, a arguida confessou em tribunal, “que escondeu a gravidez da família e do companheiro mas afirmou que não se lembra ter asfixiado as gémeas. Apenas admitiu que as abraçou até deixarem de chorar”.
A antiga arbitra de futsal deu à luza sem pedir ajuda, não prestando qualquer cuidados às recém nascidas, adianta a acusação. Foi levada para o hospital de Gaia por uma amiga.
O pai da condenada encontrou os cadáveres escondidos em sacos de compras, no interior do carro da filha, dando o alerta da ocorrência à PSP de Espinho.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo