AtualidadeSeixal

Comunidade escolar do Agrupamento João de Barros em Corroios ‘defraudada’

- publicidade -

O Conselho Geral do Agrupamento de Escolas João de Barros enviou ao Diário do Distrito uma moção/tomada de posição relativamente aos pavilhões desportivos na Escola Básica de Corroios e na Escola Secundária João de Barros.

No documento assinado pela presidente do Conselho Geral, Ana Lúcia Alves Duarte, frisa-se o facto de que «em Corroios, a maior freguesia do concelho do Seixal, nenhum dos 14 estabelecimentos de ensino público têm qualquer pavilhão desportivo», referindo ainda que «há muitos anos que a comunidade do concelho reclama das más condições em que os alunos realizam a disciplina de Educação Física».

Considerando como «imperativa a construção de pavilhões desportivos na Escola Básica de Corroios e na Escola Secundária João de Barros», a moção aponta também que «chegou a ser publicado em Diário da República o acordo para a construção de um pavilhão desportivo na EB de Corroios, que nunca se concretizou».

A moção relembra ainda o longo processo de requalificação da ES João de Barros, iniciado há 11 anos, pela Parque Escolar, cujo projecto «contempla um polidesportivo coberto que, pelas suas características, não oferece resposta ao leccionamento de todos os conteúdos programáticos da disciplina de Educação Física, colocando até em causa a realização das aulas, pois não se encontra protegido das condições climáticas (ventos e chuvas)».

Por tudo isto «a comunidade escolar da ES João de Barros sente-se defraudada por tão longa espera e por constatar outras alterações ao projecto arquitectónico e equipamentos, como a bancada retrátil do auditório, inicialmente prevista, e cuja exclusão do actual projecto limita a utilização polivalente do espaço».

Para o Conselho do Agrupamento «sendo a única escola secundária da freguesia, é legítimo e expectável que as novas instalações reúnam as condições essenciais» e frisa também que «todos os factos aqui apresentados são do conhecimento da tutela e da Administração da Parque Escolar», tendo sido também expostos aos deputados na Assembleia da República «em sede da Comissão Parlamentar de Educação a 14 de Outubro de 2020».

Na moção o Conselho Geral do Agrupamento de Escolas João de Barros exige ao Ministério da Educação que seja revisto o projecto de requalificação da ES João de Barros no que se refere a fecho do topo e laterais da cobertura do polidesportivo, e a reintegração no projecto da bancada retráctil prevista para o auditório, além da concretização da construção  do Pavilhão Desportivo na EB de Corroios.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui