Alcácer do SalAtualidadecoronavírusDestaqueDistritoDistrito Setúbal

Comporta recebe festa do sexo com mais de 40 pessoas

- publicidade -

A margem sul do Tejo, mais o Litoral Alentejano começa a ter uma outra vida vinda de gentes de fora dos concelhos de Alcácer do Sal e Grândola, na sua maioria são pessoas vindas de Lisboa que aproveitam as belas praias e o sossego daquela região para desfrutar de festas que não são fiscalizadas muitas delas pelas autoridades.

A primeira festa foi feita no passado dia 26 de junho, como adianta a edição online “Observador”, quando os casais começaram a chegar, elas de vestidos de cerimónia em tons escuros, eles de fato completo, uns com gravata e outro sem. Tudo isto a passar-se numa luxuosa propriedade, com acesso direto ao mar, na linha da Cascais, para o retomar de três meses paradas as seletas festas do sexo Purilia.

Estes tipos de festas existem há mais de uma década em Lisboa, mas sempre com o maior secretismo, pois várias personalidades conhecidas são frequentadoras deste tipo de festividades e por razões de anonimato, as festas são organizadas pelo máximo e absoluto secretismo que possa haver.

Festas essas que podem chegar às 900 pessoas, mulheres e homens solteiros e até casais. Os eventos deste tipo estiveram parados em altura de pandemia e confinamento, mas um dia depois do Governo ter dado abertura ao de confinamento, houve uma festa logo no dia a seguir. O “Observador” adianta ainda que segundo Ricardo Champalimaud, criador do conceito e organizador das festas, uma festividade deste tipo pode chegar a custar entre 1.750 e 3.000 euros por casal.

Na noite a seguir ao desconfinamento, Cascais assistiu a uma festa deste tipo, mas a restrição não foi problema para que fossem colocadas 70 pessoas, entre homens e mulheres numa mansão alugada e toda decorada com fotografias eróticas de cada um dos convidados, fotografados em poses muito sensuais e com os rostos escondidos com máscaras venezianas.

Depois desta primeira festa, a organização já prepara uma segunda, no dia 25 de julho, mas desta vez numa propriedade com piscina na zona da Comporta, no concelho de Alcácer do Sal. O mesmo jornal diz haver já 42 participantes confirmados, mas esse número poderá ser o dobro, pois a casa está ao dispor dos convidados todo o fim de semana. Segundo se sabe, alguns membros da comunidade já terão revelado à Purilia que só tencionam participar em eventos do género em 2021.

O evento na Comporta será um misto dos dois. Haverá um cocktail Moet & Chandon de boas-vindas, seguindo-se o jantar de depois a festa começará, mas só um número reduzido de convidados poderá passar a noite inteira na propriedade, mediante o aluguer de uma suite privada. O preço por casal é de 3 mil euros.

Fonte da DGS referiu que não estão autorizadas quaisquer tipo de festas e romarias, já os organizadores afirmam que tem autorização para realizar a festa. O que estão a exigir aos membros são testes ao Covid-19 para fazer a despistagem da doença.

[themoneytizer id=”61056-1″]

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui