País

‘Comboio’ de camiões-cisterna sairá de Aveiras para Lisboa

publicidade

Em Aveiras de Cima está a ser preparado um ‘comboio’ de camiões-cisterna para trazerem até à capital combustível, sobretudo para o aeroporto Humberto Delgado.

Os camiões estão a abastecer na Companhia Logística de Combustíveis, o que está a levar ao desespero os cerca de trezentos motoristas que ali se encontram em piquete de greve, e que dirigem aos outros motoristas que participam nesse ‘comboio’ insultos e assobios.

O ‘comboio’ será escoltado pelas forças de autoridade, uma das exigências dos motoristas disponíveis, e realiza-se no âmbito de um plano de contigência que a TAP já tinha delineado face à greve de motoristas de cargas perigosas.

O ministro adjunto da Economia afirmou hoje, em conferência de imprensa no ministério da Administração Interna, em Lisboa, que «atingimos níveis críticos de reservas de combustível de abastecimento dos aviões». Segundo Pedro Siza Vieira, «se não for retomado o abastecimento nas próximas horas, o país pode vir a ter perturbações das operações aéreas».

A Companhia Logística de Combustíveis é uma empresa que está enquadrada na área da logística dos combustíveis, e é responsável pela condução do petróleo e alguns dos seus derivados numa determinada zona de Portugal, mais concretamente entre Sines e Aveiras.

Em Matosinhos, também quatro camiões-cisterna estão a abastecer na refinaria da CEPSA, sob escolta da GNR.

O SNMMP, sindicato que decretou a greve dos motoristas de matérias perigosas já referiu que aguarda uma reunião com o ministro das Infraestruturas e Planeamento, Pedro Nuno Santos, ainda esta tarde, segundo Pedro Henriques, vice-presidente e advogado do SNMMP, depois deste ter tido uma conversa “informal” com o responsável.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui