AtualidadeEconomia

Colectividades dizem ser ignoradas pelo Governo no OE2022

- publicidade -

A Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto (CPCCRD) considera que o Governo está a desrespeitar estas entidades no que respeita às propostas que apresentou para o Orçamento de Estado 2022.

«A Confederação que representa milhares de colectividades de cultura, recreio e desporto em todo o país entregou um documento ao Governo que ignorou a totalidade das propostas apresentadas, no 12 de julho, ainda no período prévio à apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2022» refere em comunicado.

No entanto, acusam que no documento que vai gerir os portugueses em 2022 «não encontrou quaisquer verbas destinadas ao sector da Cultura, Recreio e Desporto Associativo.

Nem mesmo com o reforço da chamada bazuca financeira da UE houve a preocupação de ir ao encontro das necessidades das colectividades.»

Perante esta situação «a CPCCRD vai reencaminhar a proposta que o Governo ignorou para os grupos parlamentares com o objectivo de serem consideradas durante o debate do Orçamento do Estado na especialidade».

Entre as propostas, a CPCCRD destacou a importância de regularizar as relações de trabalho existentes e de criar mais emprego no associativismo através de um programa próprio; na Cultura, propõe-se capacitar as entidades da Cultura Popular e Tradicional.

Outras das sugestões feitas referem a necessidade de apoios ao movimento associativo para as medidas de autoprotecção contra incêndios, a isenção ou redução de alguns impostos no contexto da actividade associativa e apoios no âmbito do Ministério da Educação a entidades que promovam jogos tradicionais, assim como nas atividades recreativas e desportivas dentro do conceito “Desporto para TODOS”.

O apoio financeiro às actividades desportivas, no período pós-pandemia, por via das Federações Desportivas, é também uma das propostas entregues ao Governo.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo