AtualidadeEconomia

Cobrança coerciva de dívidas à Segurança Social dá bónus de 1.25 milhões de euros

- publicidade -

Um total de 1.25 milhões de euros é o valor que a Segurança Social vai pagar aos trabalhadores do Departamento de Gestão da Dívida do Instituto de Gestão Financeira (IGFSS) para premiar o desempenho destes funcionários na cobrança coerciva de dívidas à Segurança Social.

De acordo com o Correio da Manhã, o montante em causa consta de uma deliberação assinada pelo presidente do IGFSS, no início do ano.

O Ministério do Trabalho explica que «a transferência de verbas da taxa de justiça para o Fundo de Cobrança Executiva da Segurança Social, para pagamento dos prémios, tal como previsto na legislação, depende de uma portaria do Governo, não existindo ainda uma decisão sobre essa portaria».

Esta portaria não define o número de trabalhadores pelo qual será distribuído o prémio, no entanto, o montante a receber varia de acordo com a função exercida no Departamento de Gestão da Dívida, com os dirigentes intermédios e técnicos superiores a receberem 500 euros por mês e os assistentes técnicos a receberem 340 euros por mês.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo