AveiroCulturaDistritoSanta Maria da Feira

Chove Poesia no Cineteatro António Lamoso

A tertúlia da Biblioteca Pública de S. Paio de Oleiros volta a elevar a poesia reunindo um conjunto de autores e estrofes que ganham vida pelas palavras dos declamadores. No dia 7 de outubro, o tema escolhido é a chuva, com guião de Anthero Monteiro e interpretação musical de Rui Flash.

publicidade

“Não consultamos o boletim meteorológico para melhor preparar o espetáculo, nem rezamos para pedir sol ou chuva, porque isso seria intrometermo-nos no pelouro de S. Pedro, mas choverão versos e estrofes de poetas portugueses, brasileiros e de outros países de expressão portuguesa, mas também de grandes escritores internacionais. A poesia é mais universal do que a própria chuva”, assim apresenta a Magnólia, tertúlia da Biblioteca Pública de S. Paio de Oleiros, mais um serão poético-musical, a ter lugar no dia 7 de outubro, às 22h00, no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.

Com guião de Anthero Monteiro, interpretação musical de Rui Flash, encenação de Maria do Carmo Sousa e a colaboração da Casa dos Choupos, ‘Chove Poesia’ promete dar vida a uma das temáticas intemporais da literatura, do cinema e da canção. Relembra-se, como exemplos, Serenata à Chuva com Gene Kelly, Tombe la Neige de Salvatore Adamo, ou Chuva de Jorge Fernando. “Não é nossa intenção que a chuva chova, mas sim que chova poesia e que ela nos molhe a todos de emoção. Esperamos que no final ninguém seja capaz de dizer ‘foi uma seca’!”, diz a equipa da Magnólia.

Com novas regras, mas a mesma qualidade e um ainda maior entusiasmo, a programação regular regressou ao Cineteatro António Lamoso com 12 momentos culturais agendados das mais diversas tipologias. Todas as recomendações da Direção Geral da Saúde foram acauteladas. Os lugares sentados sofreram uma redução, são descentrados e o distanciamento é assegurado através de um lugar vazio entre cada pessoa. É obrigatório o uso de máscara e a desinfeção das mãos à chegada na área de acolhimento ou bilheteira. As salas são sempre desinfetadas antes e depois de cada espetáculo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui