Parceiros
Atualidade

CHMA e APEMERG condenam ataque no Hospital de Vila Nova de Famalicão

- publicidade -

Em comunicado o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) refere que o episódio foi registado pelas 03h30, quando o grupo «entrou de forma agressiva no Serviço de Urgência do Hospital de Vila Nova de Famalicão, acompanhando uma mulher.

Quando solicitados a acalmarem-se pelo elemento de segurança, agrediram-no com violência, forçaram a entrada no serviço e, quando de novo lhes foi pedida calma, agrediram os profissionais de saúde que se aproximaram, tendo provocado ferimentos com alguma gravidade em dois profissionais.»

O CHMA condena ainda «veementemente o comportamento dos agressores. Para além dos danos materiais que causaram, são intoleráveis as ações violentas contra vários profissionais que educadamente procuraram assegurar a ordem necessária para prestarem cuidados de saúde.»

Também a APEMERG – Associação Portuguesa de Enfermeiros e Médicos de Emergência também repudiou «as agressões perpetradas contra profissionais de saúde durante o seu desempenho de funções nomeadamente no Hospital São João de Deus do Centro Hospitalar do Médio Ave e também recentemente no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia / Espinho».

Através das redes sociais Tiago Carvalho, presidente da Direção da APEMERG, frisa que «condenamos este actos de violência assim como a impunidade com que as entidades judiciais brindam os agressores.

A APEMERG está preocupada com as constantes agressões a profissionais de saúde e levará o assunto a discussão em sede parlamentar.»


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário