Parceiros
Mundo

China acusa EUA de serem os causadores da crise na Ucrânia

As imagens estão a correr o mundo e a chocar a opinião pública internacional, mas Pequim tem um dedo apontado para os Estados Unidos e acusa a Administração de Biden ser o “instigador da crise na Ucrânia”.

- publicidade -

Esta foi a primeira vez que a China se pronunciou sobre os ataques e invasões russas na Ucrânia, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, disse ontem que “Os relatos e imagens de mortes civis em Bucha são profundamente perturbadores”, afirmações de Zhao Lijian, a mesma que o embaixador da China na ONU teria dito também na terça-feira.

Mas o porta-voz chinês vai mais longe e aponta o dedo aos Estados Unidos, de serem eles os instigadores da crise na Ucrânia e pediu à NATO e à União Europeia para que possam iniciar um diálogo abrangente com a Rússia.

Para Pequim é importante apurar toda a verdade e as causas específicas do incidente em Bucha, e diz que todas as acusações que possam ser feitas tem que ser baseadas em factos e não em acusações infundadas.

A China está a analisar esta guerra na Ucrânia como um confronto entre os Estados Unidos e a Rússia, mas quem está a pagar são os civis que nada terão a ver com a guerra.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário