AtualidadeLisboaPaísPolíticaSociedade

Chega vai integrar Partido Pró-Vida

Fusão dos partidos será formalizada em Setembro.

publicidade

O Chega vai fundir-se com o Partido Pró-Vida (Partido Cidadania e Democracia-Cristã (PPV/CDC) na próxima convenção já em setembro, segundo avança o jornal Público.

Depois do PPV ter integrado as listas do Chega nas eleições legislativas de 2019 e nas europeias em maio do ano passado, “há agora um projecto político comum desde a coligação com o Chega nas europeias”, diz Manuel Matias, líder do PPV/CDC em declarações ao jornal.

“A defesa da família, o fim da ideologia de género nas escolas e a derrota do marxismo cultural são as nossas grandes bandeiras que o Chega defende”, afirmou Manuel Matias.

O PPV/CDC foi fundado em 2009 e diz “inspirar-se na doutrina social da Igreja Católica”.

Manuel Matias diz que isso não é incompatível com ideias como a castração química de pedófilos ou a pena de morte.

“Em nenhum momento André Ventura defendeu a pena de morte, isso foi um mito que se criou. Mas já há pena de morte quando uma criança morre na barriga da mãe sem ser ouvida”, disse o líder do partido que tem uma posição anti-aborto muito vincada.

Quanto à castração química, considera-a uma “ajuda” ao pedófilo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui