PolíticaSeixal

Chega Seixal defende eleições ‘imediatas’ no município após renúncia de Joaquim Santos  

O Chega Seixal pronunciou-se esta semana acerca da renúncia ao cargo de presidente da Câmara Municipal do Seixal anunciada por Joaquim Santos na passada quarta-feira, horas depois de ter desmentido a sua possível saída, durante a reunião do executivo camarário.

«O município do Seixal deparou-se na passada semana com uma “jogada de bastidores” do PCP, que uma vez mais considera que o Concelho é seu e tudo podem!» refere o comunicado enviado ao Diário do Distrito.


«A renúncia de mandato anunciada pelo actual presidente de câmara é por si só uma falta de respeito por toda a população do Seixal, ao ficar expresso nas suas declarações que arranjou novo trabalho, minimizando o cargo para o qual foi eleito e deveria, com espírito de missão respeitar.»

Para o Chega Seixal, «esta passagem de testemunho dinástica do PCP, que decide nomear novo Presidente de Câmara, só será possível se algum dos eleitos da oposição “vender” a vontade do povo a eventuais interesses pessoais que devem levantar questões das autoridades, porque motivo ou razão um ex-concorrente da CDU, que se auto designa como anti-comunista permitirá que este assalto ao poder seja feito? Estaremos atentos!».

O CHEGA afirma ainda que «defende eleições imediatas no município do Seixal e só quem tiver medo de perder ou algo a esconder não defenderá este caminho! Seixal livre do Comunismo e compadrio já!».


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.