DistritoDistrito SetúbalPolíticaSeixal

CDS-PP Seixal questionou município sobre alimentação escolar e licenças de construção

publicidade

Em nota de imprensa, a Comissão Concelhia do CDS-PP Seixal informa que o deputado municipal na Assembleia Municipal do Seixal, João Rebelo, dirigiu duas questões ao executivo camarário (CDU), acerca da alimentação na EB da Quinta da Cabouca e sobre a demora na emissão de licenças de construção por parte da Câmara Municipal.

 

«O eleito do CDS-PP na Assembleia Municipal do Seixal, João Rebelo, questionou por escrito a autarquia do Seixal relativamente à alimentação na Escola Básica da Escola da Cabouca, em Vale de Milhaços, depois de ter tido conhecimento que a alimentação servida aos alunos é de qualidade reduzida, uma vez que é servido frequentemente às crianças os chamados “pratos da casa” como arroz com atum e esparguete com atum, bem como a substituição da carne pelo bacon.

Soube também que as refeições não são servidas quentes. Desta forma, quis o eleito João Rebelo saber a que se deve o atraso na resolução deste problema, já que a autarquia teve conhecimento destas situações em janeiro deste ano; se a Câmara tem conhecimento prévio das ementas; e que esforços fará a Câmara do Seixal para resolver estes problemas.»

Acerca das licenças, refere o comunicado que «João Rebelo questionou esta quinta-feira o Presidente da Câmara do Seixal relativamente à emissão de licenças de construção.

O eleito relembrou que em 28 novembro de 2018 foi aprovada uma recomendação à autarquia para tornar célere a emissão das licenças.

Pretendia-se que a Câmara Municipal do Seixal implementasse um sistema simplificado na emissão das licenças; que a emissão de licenças não ultrapasse os 6 meses e que a autarquia dispusesse de um gabinete que estivesse sempre disponível para informar os cidadãos, munícipes ou não, relativamente ao estado em que estão os processos.

Posto isto quis o eleito saber quantas licenças estão por passar atualmente; qual o tempo médio de espera e se foi criado o gabinete proposto.»

Artigos Relacionados

One Comment

  1. Questões bem colocadas, quando acompanhadas de propostas exequíveis e que visem colmatar a situação.
    É, também, muito importante ter capacidade de avaliação tentando saber-se, se com os meios disponíveis teríamos capacidade de fazer melhor e como, se estivéssemos nós em posição de decidir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui