AlmadaPolíticaSeixal

CDS-PP preocupado com falta de efectivos da GNR em Almada

publicidade

O CDS-PP Almada mostra-se preocupado com a falta de efectivos nos postos da GNR da Costa da Caparica, Trafaria e Charneca da Caparica no concelho de Almada, num comunicado enviado às redações e exige à tutela que o problema seja resolvido com a máxima urgência

«O CDS-Partido Popular Almada quer com urgência que o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, possa dar explicações às notícias reiteradas na comunicação social acerca da falta de efectivos nos postos da GNR da Trafaria, na Costa da Caparica e na Charneca da Caparica no concelho de Almada, considerando a situação de extrema gravidade.

‘É um autêntico convite ao crime e de passadeira vermelha estendida a quem pretenda cometer crimes nas três localidades com jurisdição da GNR no concelho’ esclarece o deputado municipal do CDS-Partido Popular em Almada António Pedro Maco.

O partido em Almada lamenta que as forças de segurança «sejam cada vez mais desprezadas por uma tutela que, por regra, se preocupa mais em levantar inquéritos e processos aos profissionais da segurança no exercício das suas missões do que propriamente lhes proporcionar as melhores condições para exercerem o seu trabalho em prol da segurança dos cidadãos.

Numa altura em que o RASI (Relatório Anual de Segurança Interna) apresenta uma subida da criminalidade, facto que já não acontecia há alguns anos, eis que no concelho de Almada, segundo consta, não há sequer efectivos suficientes para patrulhamento e cuidar da protecção dos cidadãos e dos seus pertences».

A concelhia afirma ainda que «não é admirar que factos como estes criem alarme social e um aumento do sentimento de insegurança cada vez mais enraizado ao mesmo tempo que se torna um chamariz a quem pretende praticar crimes.

É preciso que a tutela demonstre a máxima confiança nas polícias para que estas se sintam motivadas e empenhadas no cumprimento do seu dever.»

Também na Assembleia da República o deputado Telmo Correia questionou a tutela sobre a falta de efetivos nos postos da GNR do distrito de Setúbal.

Numa pergunta dirigida ao ministro da Administração Interna, o deputado do CDS Telmo Correia quer saber «se existe algum plano de emergência para colmatar a falta de efetivos nos postos da GNR do distrito de Setúbal» e questiona ainda «se o Governo prevê aprovar o plano para a admissão de efetivos nas forças e serviços de segurança ainda durante o ano de 2020 e que execução estima que o mesmo poderá ter neste ano» e quais foram «as admissões de efetivos, na GNR, que se registaram durante o ano de 2020».

O CDS-PP recorda ainda que «o Governo garantiu – no Programa que apresentou à Assembleia da República, e reafirmou no Orçamento de Estado para 2020 – que iria criar um programa especial que permitiria a admissão de 10.000 efetivos para as forças e serviços de segurança durante 4 anos.

Até agora, contudo, a admissão de efetivos para a GNR tem apenas sido orientada para a prevenção e combate aos incêndios rurais, não para o reforço dos efetivos adstritos a funções de segurança pública.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui