MobilidadePolítica

CDS-PP Barreiro quer esclarecimento da Soflusa sobre cobertura no Terminal Fluvial

publicidade

Uma ‘situação absolutamente insustentável’ é como o CDS-PP Barreiro classifica o estado da cobertura do Terminal Fluvial do Barreiro e já dirigiu um pedido de esclarecimento ao Conselho de Administração da Transtejo e Soflusa.

O tecto no Terminal Fluvial do Barreiro que se encontra descoberto na sala de espera «obriga os utentes a estarem à chuva enquanto aguardam pelo transporte».

Para o presidente dos centristas do Barreiro, Hélder Leal Rodrigues, «esta situação é absolutamente insustentável, não só pela pandemia que vivemos, mas também pela chegada de condições climatéricas mais adversas» e considera que «a Soflusa esqueceu os utentes do seu serviço, ao ignorar o problema durante largos meses, quando o podia ter corrigido durante o Verão».

Para Hélder Leal Rodrigues «o momento que vivemos exige das instituições uma preocupação adicional perante os seus utentes e a Soflusa não demonstra estar à altura das circunstâncias».

O CDS-PP Barreiro enviou as seguintes questões para o Conselho de Administração da Transtejo e Soflusa: «Porque motivo a empresa não efectuou as obras necessárias para a correcção do telhado da estação? Irá a Soflusa corrigir a situação com a máxima brevidade? Tem a Soflusa um plano para corrigir ou mitigar o problema?».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui