CDS-PP Almada rejeita cenário de alarmismo sobre fenómenos extremos decorrentes do clima

A concelhia de Almada do CDS-PP emitiu um comunicado relativamente às declarações do coordenador do Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, Sérgio Barroso, sobre a perigosidade em que se encontra o concelho de Almada perante os fenómenos extremos decorrentes do clima.

0
263
DR
Tempo de Leitura: 1 minuto

A concelhia de Almada do CDS-PP emitiu um comunicado relativamente às declarações do coordenador do Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, Sérgio Barroso, sobre a perigosidade em que se encontra o concelho de Almada perante os fenómenos extremos decorrentes do clima.

«CDS-PP Almada pretende mais informação acerca da posição da Coordenação PMAAC-Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climática, onde o seu responsável afirma que Almada “vai sofrer a fúria” das alterações climáticas

O Coordenador do PMAAC- Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, Sérgio Barroso, afirmou numa conferência em Setúbal que o concelho de Almada vai ser na área metropolitana de Lisboa, o concelho mais fustigado com fenómenos da natureza extremos, resultado de possíveis alterações climáticas, entendendo o CDS-PP, que perante uma afirmação deste teor, os almadenses devem ser cabalmente esclarecidos, até para que se possam acautelar soluções que impeçam que estes fenómenos extremos atinjam o concelho de forma violenta, causando danos materiais e humanos, nomeadamente nas zonas próximas do mar.

“A expressão usada pelo senhor coordenador, Sérgio Barroso, onde afirma que o concelho de Almada, «será brutalmente atingido com as alterações climáticas», deve preocupar-nos e devem os almadenses obter mais explicações por parte de quem tem responsabilidades nestas matérias, até porque, a ser verídico, é desde já prioritário e urgente a requalificação das zonas ribeirinhas e marítimas do concelho precavendo problemas e tragédias dai resultantes”, afirma Sara Machado Gomes, Presidente da Concelhia de Almada do CDS-PP, preocupada com as declarações do coordenador do PMAAC-Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climática.

A Presidente da Concelhia de Almada do CDS-PP rejeita qualquer cenário de alarmismo, mas perante tais declarações, é importante que este assunto seja levado às entidades responsáveis e se inicie rapidamente um debate, incluindo o teor exacto das palavras do respectivo coordenador.

“Não colocamos em causa a sua opinião, com certeza, fundada nos seus conhecimentos científicos, mas pedimos mais explicações perante este alerta”, conclui Sara Machado Gomes.

O CDS-PP em Almada vai debruçar-se sobre esta matéria e solicitar uma reunião com o coordenador do PMAAC-Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climática com o objectivo de obtenção de mais esclarecimentos sobre o tema.»

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome