CDS-PP Almada apresenta 31 medidas para revitalização da economia no concelho

A Concelhia de Almada do CDS-PP emitiu uma nota de imprensa no qual refere que apresentou 31 medidas para o município no sentido de ajudar a actividade económica

publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Concelhia de Almada do CDS-PP emitiu uma nota de imprensa no qual refere que apresentou 31 medidas para o município no sentido de ajudar a actividade económica e comercial face aos constrangimentos causados pelo covid19 na economia local.

«O CDS-Partido Popular de Almada na sequência da crise de saúde pública causada pelo covid19, ao qual Almada não foi excepção, está muito preocupado com a instabilidade económica resultante do encerramento durante quase dois meses da actividade comercial e dos serviços do concelho,

Com o desconfinamento, é tempo de fazer-se um balanço dos prejuízos causados pelo encerramento de estabelecimentos comerciais, pelo desemprego e pela perda de poder de compra dos cidadãos.

Assim, e com a finalidade de dirimir esses prejuízos e auxiliar o incremento da economia e da actividade comercial em Almada, o CDS-Partido Popular, apresentou um conjunto de 31 medidas que directa e indirectamente, a curto e a médio prazo, podem ajudar a revitalizar a economia local.

Desde a criação de um gabinete de crise entre a autarquia e os comerciantes, a isenção até ao final de Outubro das taxas de ocupação do espaço público,, arrendamento a custos controlados de pequenos espaços para micro empresas e pequenos empresários a titulo individual que viram os seus negócios capitular devido aos constrangimentos do encerramento de portas, a criação de um cartão de descontos para compras no comércio local, isenção de pagamento de publicidade para os profissionais liberais, criação de um gabinete de consultoria para auxílio aos micros e pequenos empresários, contratar preferencialmente artistas de Almada para eventos no concelhos utilizando sempre que possível preferecialmente os espaços das coletividades por forma a ajudar as mesmas, criação da “moeda local” para ajudar o consumo no concelho, criação de um espaço de Co-working para jovens empresários e empresários com mais de 45 anos, são entre outras medidas, as propostas que o CDS-Partido Popular apresentou em Almada num total de trinta e uma, para acorrer à ajuda à economia local protegendo a actividade comercial evitando o desemprego.

A autarquia tem nesta matéria a par do Governo um papel fundamental, devendo ajustar os seus recursos disponíveis nomeadamente financeiros e orçamentais para as necessidades mais urgentes.»

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome