AlmadaPolítica

CDS-PP Almada acusa ministro do Ambiente de mentir sobre Metro Sul do Tejo

CDS-PP acusa ministro de não respeitar promessas sobre extensão do Metro

- publicidade -

A Concelhia de Almada do CDS-Partido Popular emitiu uma nota de imprensa onde acusa o ministro do Ambiente de «continuar a mentir aos almadenses».

Em causa estão as notícias «que dão conta de que a denominada ‘bazuca’ não contém verbas para a extensão da linha do metro sul do tejo, nomeadamente para a sua extensão até à Costa da Caparica».

«Pedro Matos Fernandes, é reincidente na falta de palavra, pois constantemente, anuncia projectos e intervenções no concelho de Almada em matérias da sua tutela, como é o caso dos transportes, mas, depois com uma desfaçatez inqualificável, não cumpre com o prometido», afirma Sara Machado Gomes, Presidente do CDS-Partido Popular Almada.

Também o deputado municipal do partido no concelho acusa o ministro do Ambiente de andar a brincar constantemente com os almadenses numa matéria de crucial importância para Almada: os transportes.

Para António Pedro Maco, «há intervenções e infraestruturas que têm vindo a ser anunciadas há mais de três anos e meio, mas, na prática, o que Pedro Matos Fernandes oferece aos almadenses é uma mão cheia de nada, mas sempre com muitas promessas, tal como é o caso do anúncio de um relatório sobre a extensão da linha até ao final de Fevereiro, todavia, e mais uma vez, nada se conhece».

O CDS-Partido Popular Almada «manifesta desta forma, o seu repúdio por mais um falhanço, pois segundo notícias reiteradas, ao que tudo indica por falta de cumprimento de prazos, a tão esperada e desejada extensão da linha do metro sul do tejo à Costa da Caparica, fica altamente comprometida, pela não inclusão de verbas da denominada ‘bazuca’ (em concreto o Programa de Recuperação e Resiliência – PPR) para o projecto em questão, razão pela qual, o partido quer mais explicações por parte do Governo».

Sara Machado Gomes afirma ainda que «uma vez que a Câmara de Almada e a concessionária do metro vão apresentar um protesto conjunto à Área Metropolitana de Lisboa, o CDS-Partido Popular Almada junta-se informalmente ao protesto ao mesmo tempo que exige uma solução para o problema».


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui