Cantinho da BicharadaMontijo

Catorze cães em risco resgatados em Sarilhos Grandes

publicidade

Um alerta e a união de esforços de elemento de duas associações permitiram o resgate de catorze cães de uma residência em Sarilhos Grande, Montijo.

“Recebi um alerta no messanger sobre uma situação muito complicada de uma senhora com o filho de 18 anos que viviam com catorze cães numa casa, a maior parte deles ainda bebés”, explicou ao Diário do Distrito Sónia Jesus.

“Quem me conhece sabe que faço vários resgates, além de trabalhar na área do cuidado animal ao domicílio. Logo que soube, fui falar com a senhora, e tentar entender o que se passava, e fiz mesmo um vídeo com a história dela, que ainda não tornei público.

Neste ela diz que estava muito aflita sem forma de alimentar os animais, que estava em risco de ser despejada da casa e que tinha apenas um apoio monetário do marido.

Quanto aos catorze animais, deparei-me com bebés muito esfomeados e assustados, fugindo ao mínimo ruído.”

Sónia Jesus lançou de imediato pedidos de ajuda para a recolha dos animais, quer para que estes fossem devidamente tratados, quer também para que a tutora pudesse ter mais qualidade de vida e menos preocupação com a alimentação destes.

“A casa não tinha condições com tantos animais, e estes estavam tão esfomeados que comiam as próprias fezes. Fiz também um vídeo sobre isso e lancei-o nas redes sociais para pedir ajuda à recolha e posterior adopção.

Chegou-me também que a ideia seria deixá-los ir morrendo à fome, em vez de procurar a devida ajuda, porque estava muito ‘envergonhada’.”

Como se chegou a este número de animais, Sónia Jesus desconhece, mas aponta para o facto de “alguns terem sido deixados perto da casa e depois foram-se reproduzindo e esta senhora acabava por ficar com todos.

Dos catorze que recolhemos, duas cadelas estavam grávidas mas ao chegarem ao Cantinho da Milú já estava um veterinário que de imediato provocou o aborto, porque senão seriam mais dez bebés que teríamos em mãos.”

Alguns dos cães que foram recolhidos.

A recolha dos animais foi feita por Maria João, da associação 101 Rafeiros “que se disponibilizou logo a ir buscá-los, assim que obtive autorização para os recolher, com uma carrinha e várias transportadoras.

Foram depois encaminhados para o Cantinho da Milu, que também fez um video depois do resgate e onde estão em quarentena até poderem ser adoptados. Foram todos vistos pelo médico veterinário e serão vacinados, desparasitados interna e externamente, microchipados e esterilizados.

Embora sem ter espaço, receberam-nos de imediato e por isso quero deixar o meu obrigada a todos os que participaram neste resgate, porque de outra maneira os animais iriam morrer.”

Em relação à tutora, “ela está neste momento na casa de uma pessoa amiga onde tem apoio para a alimentação”.

Se não puder adoptar, pode ajudar o Cantinho da Milú – Efetuando uma transferência bancária para: Banco: MONTEPIO – NIB: 0036 0043 99100460864 12 / IBAN: PT50 0036 0043 9910 0460 8641 2 ou para o Banco: MILLENNIUM BCP – NIB: 0033 0000 45410378020 05 / IBAN: PT50 0033 000045410378020 05.

Pode ainda ajudar através da conta PayPal: [email protected]

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui