Correio do Leitor

Carta apela à reflexão e ao cumprimento do confinamento

- publicidade -

Hoje, lamentavelmente, uma vez mais batemos o recorde de mortos por covid – 19 em Portugal, tal como tem acontecido sucessivamente há já uns dias, e pelos vistos continuará a acontecer . Estes números indicam que FALHAMOS!  

FALHAMOS para com todos os profissionais de saúde que a cada dia que passa vêem mais complicada a sua batalha em salvar o máximo de doentes que entram nas urgências!  

tarot terapêutico

FALHAMOS para com as nossas forças de segurança que têm de estar a fiscalizar e garantir que as regras se cumprem escrupulosamente!  

FALHAMOS, acima de tudo, para com todas as vítimas desta pandemia!  

E quando refiro vítimas não me refiro apenas às vítimas que faleceram por covid-19, mas também a todos os que não conseguiram ter um acompanhamento médico ao longo destes tempos de catástrofe. 

 Sim, o termo correto é catástrofe porque não é, nem nunca será normal, haver tantas fatalidades como as que ocorrem atualmente!  

 E aqueles que consideram os números atuais de novos casos de covid-19 e de mortalidade insignificantes, ou usam o pretexto de que é a lei da vida, ou fazem ignorantes comparações com a gripe normal,… lamento dizer… mas esses já estão mortos por dentro e não há mais nada a fazer.  

É necessário um momento de reflexão da nossa parte, refletir que os nossos atos definitivamente têm consequências, que desrespeitar as regras do confinamento, participar em ajuntamentos, abusar nas exceções que nos foram concedidas não são a melhor forma de combater esta pandemia e que pelo contrário só dá mais força ao vírus.  

 E aqui senhores Governantes cabe a vós refletir também, porque aliviar as restrições na época festiva definitivamente não foi a melhor decisão.

E dizer que é necessário um sacrifício de todos nós, em que se fecha o pequeno comércio, se encerram as portas à cultura, colocamos o ano letivo em modo “pausa” , enquanto simultaneamente se permitem campanhas políticas, jantaradas de comícios, manifestações e congressos, é um contrassenso, que destrói por completo toda a credibilidade de pedir ao Povo Português para se sacrificar em prol destas festanças políticas. 

Por fim é necessário unirmo-nos mais uma vez, porque como nos ensina a história, juntos conseguimos fazer a diferença! A luta pela nossa independência, pela nossa liberdade e muitas outras lutas vencidas, foram possíveis porque estávamos unidos como se se tratasse da última batalha das nossas vidas!  

Estamos a viver uma guerra, em que cada dia é uma nova batalha, contra este terrível inimigo invisível, que não nos dá tréguas e cada vez mais ganha terreno. Cabe a cada um de nós travar este vírus para conseguirmos nos reerguer desta CATÁSTROFE.  

CUMPRA COM AS MEDIDAS DE CONFINAMENTO! 

- publicidade -

Gonçalo Alexandre Camacho Brito

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui