Parceiros
Economia

Carlos Moedas e Paulo Portas abrem o 31º Congresso da Digital Business

No passada quarta-feira, dia 12 de maio, realizou-se a sessão de abertura do 31º Digital Bussiness Congress da APDC, na Faculdade de Medicina Dentária, em Lisboa.

- publicidade -

O evento contou com a presença do presidente da Camara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, do antigo líder do CDS/PP, Paulo Portas, do presidente da APDC Rogério Carapuça., tendo os mesmos feito intervenções na sessão da manhã.

Depois do cancelamento no ano de 2020 e da edição muito limitada em 2021, esta foi a oportunidade para debater, mais uma vez, as questões e desafios mais importantes sobre a tecnologia e comunicações, tendo a particularidade de se refletir sobre estas temáticas numa época pós-covid e o impacto que irá ter também com a problemática dos conflitos russos.

Paulo Portas, presidente do congresso da edição deste ano, além de ter explicado através de slides o domínio tecnológico dos Estados Unidos da América e da China no mundo, referiu que “é possível que o mundo decida fazer uma certa pausa na globalização, mas não estou a ver o mundo, qualquer parlamento ou mesmo os países mais exóticos decidirem que acabou a inovação ou proibirem a mesma”. O antigo autarca do CDS ainda frisou que “a digitalização fará o seu caminho independentemente do que aconteça à globalização”. Salientando também que “a digitalização globalizará os serviços mesmo não tendo em conta a vontade política”.

Carlos Moedas por sua vez, centrou-se na cidade como uma “plataforma da tecnologia” e como os portugueses, daqui em diante, terão de valorizar e inserir o talento no futuro tecnológico frisando que “gostava que os portugueses tivessem de certa forma mais ambição de como olham para o talento”, reiterando ainda que um dos fatores para que este processo tenha sucesso passa por “criar empresas, fazendo-as crescer” e que “a cidade pode ser esse meio difusor para todos os cidadãos”.

O presidente da APDC, Rogério Carapuça acabou por fazer uma breve contextualização histórica sobre a tecnologia e as comunicações até aos dias de hoje, focando-se também em exemplos como “nos dias de hoje nós temos algoritmos poderosíssimos que podem servir para fazer previsões meteorológicas, ou mesmo para conhecer melhor os nossos negócios e as preferências dos nossos clientes no dia a dia”.

Este primeiro dia ainda contou com a intervenção da futurista Shivvy Jervis que abordou a temática das tendências de inovação e da necessidade de as organizações estarem pontas para o futuro, e do professor de filosofia política e social Daniel Inneraty que destacou o tema da democracia na era digital.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário