Nacional

Carlos Cruz exige 20 mil euros do Estado e quer condecoração de volta

publicidade

O ex-apresentador Carlos Cruz perdeu o título de Grande Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique, depois de quase quinze anos de a ter recebido, pela condenação a seis anos de prisão no processo “Casa Pia”.

Carlos Cruz considera que a retirada da condecoração atribuída por Jorge Sampaio, em 2000, é injusta e inconstitucional e, por isso, quer ima indeminização.

O Expresso adianta que Carlos Cruz justifica a ação judicial, porque recebeu o título de Grande Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique pelo reconhecimento do “trabalho na difusão e desenvolvimento do audiovisual em Portugal”.

E embora a lei indique que os condecorados perdem os títulos se condenados a penas superiores a três anos, Carlos Cruz considera esta legislação “ostensivamente inconstitucional.”

“Há muito que não há em Portugal penas infamantes”, justifica a ação judicial apresentada ao Tribunal Administrativo. Assim, Carlos Cruz vai mais longe e diz que ficou “magoado com tal irradiação”, bem como se “sentiu como uma ofensa gratuita à sua integridade pessoal”, uma vez que “a condecoração com que foi agraciado se reportou a factos que não têm nada a ver com a matéria em causa no processo porque foi condenado”.

Artigos Relacionados

One Comment

  1. EU ATÉ PODERIA NÂO COMENTAR!!! MAS A MINHA CONSCIÊNCIA NÂO DEIXA.

    Num país onde qualquer um se arrisca a ser condecorado. Este “senhor” quer o seu pingente de volta e 20 000 Euros do contribuinte.
    Ele há coincidências. Na mesma altura em que temos Paulo Pedroso a dirigir a candidatura de Ana Gomes. Aparece mais este caso.
    Só há um problema.
    EM POLITICA NÃO HÁ COINCIDÊNCIAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui