Parceiros
Economia

Carga fiscal regressa a uma trajetória ascendente

Os cofres receberam 75,6 mil euros.

- publicidade -

Foi através de informação divulgada esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística que Portugal o ano passado teve uma carga fiscal na ordem dos 35,8% do Produto Interno Bruto (PIB), um dos valores mais elevados dos últimos 22 anos.

Pelas contas do INE, as receitas fiscais fixaram-se em 2021 em 75,6 mil milhões de euros, sendo este o valor mais elevado da série. As finanças públicas conseguiram ter um aumento nos cofres de cerca de cinco mil milhões de euros relativamente a 2020. Em 2019 tinham-se ficado pelos 1,6 mil milhões de euros.

A contribuir para este resultado, estão as receitas do IVA, contribuições sociais e IRS, carga fiscal essa que subiu para os 2253 milhões de euros. Já a receita do IRC, essa desceu para os 345 milhões de euros.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário