DistritoDistrito SetúbalPalmelaPolítica

Caras conhecidas reforçam candidatura de Carlos Sousa a Palmela

Carlos Sousa já está no terreno há vários meses a trabalhar na sua candidatura às autárquicas 2021, o ex-autarca do PCP, está a preparar uma campanha forte contra o atual partido do poder mas também contra a oposição instalada em Palmela.

publicidade

A 11 meses das eleições autárquicas, o Movimento de Cidadãos por Palmela já se começa a posicionar para arrancar com a campanha eleitoral nos próximos meses. O Diário do Distrito sabe que o movimento liderado pelo ex-autarca do PCP, Carlos Sousa, iniciará a sua campanha no início de 2021, mas que não está parado, o candidato pelo MCP já está há vários meses no terreno a efetuar contactos com personalidades políticas de peso.

Segundo uma fonte próxima do MCP para a freguesia de Pinhal Novo e Palmela já estão escolhidos os candidatos, para já sabe-se que para Pinhal Novo a escolha caiu sobre uma candidata, mas nos próximos dias, esperamos deixar aqui os primeiros nomes de alguns dos candidatos.

Marcelo Rebelo de Sousa tem em cima da mesa uma decisão para as siglas dos Movimentos que se apresentem às autárquicas

Em cima da mesa do Presidente da República está a decisão de vetar ou não a nova lei que o Governo quer aprovar, os Movimentos que participarem às autárquicas terão ou não de realizar novas siglas para as Assembleias Municipais e de Freguesia, Câmaras e Freguesias.

A proposta está a incomodar alguns movimentos que nesta altura estão muito atentos à decisão de Marcelo Rebelo de Sousa, em vetar ou não a proposta do Governo.

Artigos Relacionados

One Comment

  1. So alguem com um certo carisma ” consegue galgar da camara de palmela para a camara de setubal!
    Gostava de ver o atual presidente da camara de palmela tentar galgar para setubal e assistir ao resultado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui