Internacional

Canal BBC News proibido na China

- publicidade -

A autoridade reguladora do audiovisual chinês anunciou esta quinta-feira ter proibido a difusão da BBC World News no país, por considerar que os conteúdos da cadeia televisiva internacional transgrediram ‘seriamente’ as leis em vigor no país.

Na nota divulgada, é referido que a proibição foi aplicada porque a cadeia televisiva britânica «desrespeita o princípio pelo qual as informações devem ser verídicas e justas» e que as mesmas são «atentatórias aos interesses nacionais da China».

Por estes motivos a entidade não autoriza a BBC, que transmite sem interrupções, a continuar a emitir na China.

Da parte do canal informativo público as reações não se fizeram esperar, com o grupo a manifestar-se ‘desapontado’ pela decisão das autoridades chinesas, segundo um um porta-voz da BBC.

«A BBC é o difusor de informações mais fiável do mundo. Aborda temas do mundo inteiro de forma honesta, imparcial e sem receio nem favores.»

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, denunciou aquilo que considera ser um «ataque inaceitável à liberdade de imprensa».

A proibição surge depois de a BBC ter transmitido uma reportagem com relatos pungentes de tortura e violência sexual contra mulheres Uigur em campos de internamento chineses.

A acrescentar a isso, também o regulador da imprensa britânico decidiu revogar a licença de transmissão da CGTN, alegando que o canal de notícias público da China é controlado pelo Partido Comunista Chinês, e na semana passada, o Reino Unido expulsou três espiões chineses que viviam no país há vários meses e se faziam passar por jornalistas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui