Câmara do Seixal apoia Festa do Avante! no meio de polémica

Ponto nº 5 da Ordem do Dia criou polémica na reunião camarária do Seixal, com o PS a demonstrar uma forte oposição aos apoios à Festa do Avante!.

publicidade
Tempo de Leitura: 2 minutos

Na reunião camarária de ontem, o Ponto nº 5 da Ordem do Dia, que aborda o Quadro de Intervenção da Câmara Municipal do Seixal na Festa do Avante!, foi o que mais criou polémica.

O presidente Joaquim Santos começou por defender a realização da Festa. “Seria irresponsável o município não exercer as competências de apoio. Temos que assegurar que este evento político tem o menor impacto possível na população”.

O PS não ficou calado e ripostou através de Marco Fernandes: “A Câmara Municipal do Seixal apoia a festa para servir de conforto e incentivo ao PCP. A designação de realização política é uma forma de mascarar o evento, que não passa de um festival de verão. O Sr. Presidente está a meter os interesses do seu partido à frente dos interesses da população” atirou, usando também a analogia de que “se colocarmos um símbolo de um Ferrari num Fiat, continua a ser um Fiat”.

O Vereador acrescentou que “os próprios funcionários da Câmara Municipal estarão em contacto com dezenas de milhares de pessoas e deveríamos salvaguardar a saúde dos mesmos”, acusando também o PCP de “esconder quantos bilhetes vende para a festa, sendo essa uma maneira de ocultar a receita, que ultrapassa certamente os 639 mil euros do financiamento“.

Marco Fernandes sublinhou “a pressão absolutamente desnecessária que será colocada nos colocada nos profissionais de saúde, numa fase que tentamos evitar uma segunda
vaga”, dirigindo as seguintes perguntas a Joaquim Santos: “Tem algum plano de contingência adicional? Que reações preventivas tem planeadas? Se houver uma segunda vaga, o presidente vai ter de se assumir“.

Joaquim Santos lamentou que “se utilize a COVID-19 para ataques políticos e partidários”, reforçando novamente a ideia de que a Festa do Avante! “não é um festival, mas sim um evento político. Somos os principais interessados em prevenir todos os cenários e impactos possíveis. Se os procedimentos forem cumpridos, haverá uma melhor segurança, e é deste equilíbrio que se fará a festa“.

Os apoios foram aprovados com votos a favor da CDU, abstenção do Bloco de Esquerda e votos contra do PS, mas com uma mensagem pelo meio dos socialistas.

Eduardo Rodrigues referiu que “o PS não tem nada contra a Festa do Avante!, mas não se vai tornar cúmplice nem dar o conforto à Câmara Municipal do Seixal naquilo que está a pedir. Vieram com ‘paninhos mansos’ para que o PS se envolva, mas o festival é da exclusiva responsabilidade do PCP. Votamos contra“.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome